RSS

Mediante ao desabafo surge a inspiração

12 jun

Deus, o tão temível dia que chega para aqueles que estão ao meu redor, chegou pra mim também.

Como a tudo o que é inédito existe uma reação inédita, assim foi.

Parece um “tsunami” que vai levando nossos sonhos e esperanças a esmo.

Não surge murmuração contra Ti. Não aprendi a descontar em Deus as minhas lutas e provações. Apenas peço para entender o mecanismo dessa situação tão incrivelmente difícil.

E a gente enlouquece logo no começo. Achamos que Deus precisa fazer alguma coisa…e rápido.

Por isso que é difícil entender o kairós.

Vai além da nossa compreensão.

Não está sendo uma coroa de espinhos em nossas cabeças e está longe de serem pregos cravados em nossas mãos e pés.

Como o desespero chega rápido. Parece que ele está sempre como em uma largada de corrida. O tiro foi disparado. Corra para resolver essa circunstância.

A ansiedade, a pressa nos afundam em vez de serem possíveis soluções.

Queremos ser a mão do Altíssimo. Geração que erra por não aprender na (e com a) dimensão de Deus.

Respirações ofegantes tal como um touro diante de uma bandeira vermelha. A gente nem percebe o que estamos fazendo. Estamos vendados. Onde iremos chegar mesmo?!

O céu sussurra: Calma!

Se ouvimos, fazemos uma coisa tão natural que a gente esquece as vezes: Respiramos.

Se não compete mais a nós, que tipo de vitória a impaciência produzirá?

Não é mais algo natural se você não consegue resolver.

Tudo entregarei.

Eu vou chorar? Na verdade eu já estou chorando faz tempo.

Faz parte do processo.

Parte do aprendizado de um caminho diferenciado.

Eu já pus as peças que eu podia encaixar nesse quebra-cabeça.

Disse: “Completa, Deus!”

Eu quero a graça da compreensão. A graça da firmeza. A graça da resistência e coragem dobrada.

Não ousarei pedir que esse vento não passe mais sobre mim.

Quando ele vem, as coisas mudam de lugar. Muitas vezes era exatamente isso que precisava acontecer. Quem sabe esse vento seja o próprio Deus movendo-se dentro de nós. Reparando o irreparável. Transformando o intransformável. Teologia do vento.

Quando eu entender a Sua dança transformadora na minha história, eu poderei juntar-me a Ele nessa canção de domínio perfeito e soberana.

Pai, o teu amor tem sido a resposta que eu sempre ansiei saber.

Deixa a luz do Teu rosto resplandecer as 07:00 horas das manhãs de segunda à sexta e nos finais de semana na hora em que eu despertar.

Impossível não te ver, ouvir ou sentir. Tu estás em toda parte. Só preciso estacionar o carro que me incita a permanecer numa velocidade além da permitida.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 12 de junho de 2011 em Uncategorized

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: